Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Valorização Intermitente Destinada a Observação

Situei meu olhar adormecido
Na jovem que retribui falando
Meu ar atento de poeta convencido...
E mais histórias continuam pululando

Cevada, olhar. Mãos, toques
Vontade, guardada. Pretensão, receio.
Curiosidade, discrição. Outra vez, tez
Atenção, lapsos. Arriscou-se, ponderei.

Calado sempre, exijo continuação
Exibo um sorriso domesticado
Do qual julgo estar em extinção
Difícil? Basta entender o recado:

Meu amor eu te imploro
Olhe sempre nos meus olhos
Faça o poeta mais feliz!
Veja como é bonito,
Esse seu belo sorriso
Lembra-me até uma atriz.
Atuar. Desejas? Muito?
Siga logo seu intuito
Mas não se esqueça
Do poeta aqui
Ele sempre valoriza
A mulher que lhe convida
E lhe beija sem pedir.
 

Homenagem a uma saudosa soma.
Uma quinta chuvosa mais
Uma moça esplendorosa
José Luís de Freitas
Enviado por José Luís de Freitas em 02/12/2006
Reeditado em 20/08/2008
Código do texto: T307629

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Luís de Freitas
Diadema - São Paulo - Brasil, 33 anos
468 textos (182301 leituras)
28 áudios (29444 audições)
1 e-livros (111 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 10:17)
José Luís de Freitas