Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Grito da Alma

O Grito da Alma..

É como nuvens espessas e frias
Ou como ventos uivantes e medonhos.
De um entardecer de final de dia
Essa busca infinda que persegue meus sonhos

Não importa quantos são, ou quão difíceis.
Tenho que lutar e ser fiel aos meus propósitos
Porque na busca, mesmo incerta, pode-se achar.
Do que morrer de espera e nunca tentar.

Seriam dias vazios e sem sentidos
Se me contentasse somente em esperar
A mente se fecharia, o coração seria retido.
A alma choraria e o espírito não iria a voar.

Como prisioneira morrendo aos poucos
Nos sombrios porões inculcados da vida
E aos gritos da alma, aos gemidos da Diva.
Tudo se desfaz como palavras de loucos.

Como a tragédia Grega que fascina, eu diria:
O que restou da vida senão tristeza e morte?
Qual o legado, deixado na tumba fria?
Senão o silêncio solitário do final suporte!

Mas tudo porque passei agradeço
Pela bagagem de vida vivenciada
Pelos eternos sorrisos e os tropeços
Por tudo isso meu amor, eu te mereço.

Ester Machado Endo
mendo
Enviado por mendo em 16/07/2005
Código do texto: T34851
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
mendo
São Paulo - São Paulo - Brasil
46 textos (2743 leituras)
1 e-livros (27 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:18)

Site do Escritor