Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Medinho do bicho papão.

 Amo dizer boa noite, desejar bom descanso, mas quando me recolho sinto medo do bicho papão.
 Traumas infantis, trazem uma louca indecisão,ás vezes não sei como agir com a escuridão
 Lembro-me que quando criança, alguém trancou-me em um porão e eu gritei em vão
 Passei a noite ali, vencida pelo cansaço adormeci.

 Parece contos da carochinha mas não é não! Aconteceu comigo mesmo não estou mentindo não!
 Cresci temerosa, porém aprendi agora
  a ser mais corajosa
  Cheguei a fazer tratamento, o problema estava dentro do meu pensamento não do meu coração.

  Hoje nova criatura sou, me agarrei com o nosso senhor
  Tinha a tal claustofobia e Jesus levou.
  Agora escrevo a  experiência que por mim passou
  Para que outras pessoas sejam bênçãos, enfim como eu lutou!

   A vitória é Deus quem dá, mas também temos que lutar por um futuro promissor
   Com força, determinação e coragem para o gigante de nós se afastar
   Fico aqui feliz ,por conseguir, falar para quem precisar. Não caia na inércia, fuja do comodismo, se possível for saia da rotina com louvor.
Pretacosta
Enviado por Pretacosta em 18/08/2005
Código do texto: T43593
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Pretacosta
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 64 anos
236 textos (32731 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:03)