Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SAUDADES DE MIM...

Tenho saudades do que fui
saudades do que desejei ser
saudades de tanta coisa
que às vezes me esqueço
que ainda estou a viver

Tenho saudades da infância
daquela criança
cheia de sonhos e esperança
que acreditava nos contos de fada

Tenho saudades da minha juventude
daquela jovem cheia de inquietude
que brigava por seus direitos
sem medo, sem preconceitos

Tenho saudades da mulher que não fui
que viveu de esperança
que cresceu e não viveu
seu sonho de criança

Saudades da mulher que não fui
daquela jovem que tinha coragem de brigar
que acreditava nos seus projetos
e encontrava razões para lutar

Tenho saudades de mim
porque o tempo não volta atrás
tenho saudades de cada sonho
da minha infância, da minha juventude
que o tempo deixou para trás

Uma saudade sem fim
é tudo que restou de mim
pois hoje não mais sou aquela criança
aquela jovem cheia de esperança
que tinha um ideal

Hoje nada tenho de igual
sou tão somente uma mulher
que já não sonha, já não briga
pelo que sonha e quer

Célia Jardim


Célia Jardim
Enviado por Célia Jardim em 01/09/2005
Reeditado em 08/12/2007
Código do texto: T46726

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Célia Jardim
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
1058 textos (43812 leituras)
19 áudios (1387 audições)
9 e-livros (765 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:15)
Célia Jardim