Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LEMBRANÇAS

Salvadas as vidas perdidas
Encontradas em meio as dores
De quem se foi e não voltará
Ainda que não sinta o amor brotar.

Perdidas em relvas estranhas
Atrelados as suas emoções;
Homens e mulheres unidos
Choram a dor e a desilusão.

São filhos mortos pelas armas
Que construímos em nossa defesa
Mas agora viraram um perigo
Causando medo, dor, fraqueza.

Amigos que correm e se abraçam
Nos olhos a despedida;
A expressão simples e carinhosa
De quem irrompe e salva a vida.

Param os trens, descem multidões
Sem rumos e caminhos, estão a vagar
O sol já não ilumina e nem brilha
A luar perdida em seu rumo, está a se ofuscar.

Aquilo que fere e machuca
É tanto doloroso, então
Ver a partida de quem ama
Machuca qualquer coração.

Partidas sem voltas e incertezas
Vidas ceifadas e destruías
Sonhos interrompidos e apagados
Em mentes férteis e cheias de vida.

Corações que batiam bem forte
Agora silenciam para que todos ouçam
O estalo da arma de fogo
Que apagou mais uma vida. Que desgosto!

Sorrisos melancólicos nos querem animar
Não há nada para nos confortar
Ainda que soframos com as mortes
Nossos sonhos irão ressuscitar.

@Respeite os direitos autorais@

Reeditado em fevereiro de 2008.
Hermes José Novakoski
Enviado por Hermes José Novakoski em 13/09/2005
Reeditado em 08/02/2008
Código do texto: T50059
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hermes José Novakoski
Marituba - Pará - Brasil, 35 anos
477 textos (375206 leituras)
1 áudios (83 audições)
2 e-livros (440 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:49)
Hermes José Novakoski