Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Anjos Tortos


Almejei resgatar dos seus olhos claros
O brilho que quando crianças
Tínhamos ao despertar
Tempo em que nada nos impedia o sonhar
Porque o mundo já era nosso

Não sabíamos que no transcurso do dia
Tudo se modificaria, ou poderia se transformar
Afinal, ninguém houvera ponderado
Que também nós, poderíamos falhar

E por não sabermos ser passíveis da falha alheia
Consentimos inocentes e entalhamos o futuro
Na margem clara e quente da areia e, foi tão estranho
Mas quando anoiteceu, a lua nos nasceu, cheia

Mas veio o vento e soprou, veio a onda e apagou a escrita,
Malogrou meus passos e eu não sei em que momento foi
Que a quimera se dissipou, com ela me deslembrei
Dos meus antigos sonhos também
Talvez, anjos tortos tenham dito amém
E a vida esqueceu, esqueceu a insensatez

Ainda procuro em vão por um vão de lucidez,
Que apreenda em meus sentidos em qual dos luares foi,
Que não me fiz ou me deixei entender
E o futuro predito deixou, deixou de acontecer





***imagens google***









AndreaCristina Lopes
Enviado por AndreaCristina Lopes em 02/10/2005
Reeditado em 06/06/2011
Código do texto: T55575
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
AndreaCristina Lopes
Cascavel - Paraná - Brasil, 43 anos
483 textos (22678 leituras)
6 áudios (660 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 18:46)
AndreaCristina Lopes