Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POETA EM SILÊNCIO

Céu azul,noite de lua cheia.Madrugada.
Relembrando pedaços, de uma vida passada,
e ao longe,o triste uivar de um cão...
Agora,esta quieto meu instrumento,
parece que estou respeitando esse momento
que para os céus,enviei uma canção...

Numa única música,queria dizer tudo,
mas nesse instante,estou quase mudo,
esta em silêncio,esse trovador...
Agora,olhando para uma estrela,
em meu sonho,até consigo ve-la,
ela,que e a deusa do meu amor...

Bela visão da lua!Mas me é desolada,
hoje,ela,não quer me dizer nada,
mas e bonita!Linda! e no entanto...
Ao lembrar de minha namorada predileta,
tudo fica triste,para esse poeta,
que esta contando,para o Recanto...

Alma triste,que enfrenta a nostalgia,
como se escrevesse numa poesia,
escritas com as letras,do coração...
Bem sei,que lamentar não adianta,
mas falando,talvez assim espanta,
minhas negras manchas, da solidão...
GIL DE OLIVE
Enviado por GIL DE OLIVE em 28/08/2007
Reeditado em 28/08/2007
Código do texto: T627785
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GIL DE OLIVE
Campos do Jordão - São Paulo - Brasil
2597 textos (229967 leituras)
31 e-livros (2314 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 15:17)
GIL DE OLIVE