Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRIMAVERA SEM FLORES

A tristeza que meu coração corta
o que deixa minha alma morta,
privada, de um único raio de luz...
A tremenda depressão que me ocorre
e decorrência do meu corpo que morre,
e como se fosse um poema que não compus...

O imenso vazio que voce deixou
que em pranto, meu coração não aceitou,
deixando minha vida deserta e tão sombria...
Não á um lutador que essa luta vença,
por que sua saudade e imensa,
que derrotou sem piedade,minha alegria...

Tristes dias, estão a minha espera,
não terei flores, na minha primavera,
tudo se acabou, só a solidão me conhece...
A melancolia que de meu viver abusa,
as leis da natureza, que tudo me recusa,
e não quer ouvir, uma única prece...

Imagens, aos meus olhos tão crepitantes,
que não vão embora, são gotejantes,
que trazem lembranças, do que foi meu...
Tento em vão, sufocar sentimento tão sublime,
mas chego a pensar, que cometi um crime
sinto culpado, por que esse amor morreu....
GIL DE OLIVE
Enviado por GIL DE OLIVE em 02/10/2007
Reeditado em 03/01/2009
Código do texto: T677336
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GIL DE OLIVE
Campos do Jordão - São Paulo - Brasil
2597 textos (229961 leituras)
31 e-livros (2314 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 16:26)
GIL DE OLIVE