Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fotografia

Simples fotografia, preto e branco, 
que retrata um instante bem vivido. 
Quanto mistério guardou neste papel?  
Outrora, e ainda hoje, guarda e diz 
de uma beleza incontestável, disputada. 
Era motivo de desprezo de quem  
não conseguia chegar perto de mim, 
como se fosse menos favorecido. 
Ainda agora não enxergam 
que amadureceu essa beleza, 
e meus sinais resistem ao tempo. 
Hoje, motivos de paixões desencadeadas, presas a este passado.  
Que faz ressurgir o belo, 
e vai sempre ser! 
Hoje, não há como desvincular motivos  
de tantas paixões ardentes. 
Entre os que fitam a minha imagem 
nesta fotografia. 
Oh! Deus! O que fizestes de mim? 
Uma escrava de mim mesma? 
Apenas a mulher grata por sempre ser 
o esplendor não mudou de lugar!  
A beleza d’alma ninguém apaga!   
 
sol pereira
Enviado por sol pereira em 21/10/2007
Reeditado em 29/10/2007
Código do texto: T703975

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
sol pereira
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
2039 textos (143404 leituras)
4 áudios (614 audições)
30 e-livros (3805 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 16:41)
sol pereira