Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LEMBREI-ME DO QUE TENHO

LEMBREI-ME DO QUE TENHO

Hoje fiz algo realmente belo
Fiz uma carta para o meu passado
Dizendo com eu o encaro agora
Não me desliguei para sempre dele
Mas mudei o rosto e a forma do elo

E onde eu encontro nos meus percalços
Vejo que não fiz mais do que não devia
Sentia o que fiz, fiz o que sentia
E ate nos momentos de pura tristeza
Fazia tratos com irmãos(ãs) e a alegria

E nesta mudança tão ingênua
No aparecimento do rumo á uma criança
Eu ate sem vontade deslizei
Mas minha alma cresceu
Muito e bem acreditei

E quem vive comigo não saberá
Tudo que tenho de ser
Mas nos encontros e desencontros
Com a vida que tenho hoje
Acredito que acerto mais á crescer

Quero dizer mais, que amo
Mas se ainda não acertei
Somente junto com você(s)
Com o sentimento do que sou
Continuo sempre tentando
Continuo sempre vivendo

A.Bórden.
Aluísio Bórden
Enviado por Aluísio Bórden em 26/10/2007
Código do texto: T710907

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluísio Bórden
Teresina - Piauí - Brasil, 43 anos
232 textos (10524 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 09:41)