Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

“JUCA E CHICO”

Pai, quanto me lembro de ti! Quanta alegria,
Quando de viagem chegavas tão cansado!
Nunca a mim chegaste com as mãos vazias:
Era um brinquedo, um doce, um mimo embrulhado.

Eu te ajudava com as cartas, treinando o abc,
Sentada no chão da sala, ouvindo tua voz tão doce!
O valor desses momentos, não conseguia ver:
Eram apenas  como se um sonho fosse!

Até que um dia... Foi deveras tão especial!
O embrulho era achatado, fininho, sem igual,
Trazia um livro de história. O nome? “Juca e Chico”.

Todo em versos. Wilhelm Bosch, o autor alemão,
Outro poeta, Olavo Bilac, fez a tradução.
E meu mundo a partir dali ficou mais rico!
(Eu tinha 7 anos)

Esse livro foi queimado por pessoas que acharam um caixote que era meu, cheio de livros, no porão da casa que eu tinha acabado de sair, mudando-me para outra. Em lugar de me devolverem, queimaram o caixote. Também foi queimado uma Antologia Poética de Pablo Neruda, autografada pelo autor, além de muitos outros livros, como a coleção "O Mundo Pitoresco", também presente do meu pai.





Rachel dos Santos Dias
Enviado por Rachel dos Santos Dias em 26/10/2007
Código do texto: T711584
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rachel dos Santos Dias
Campinas - São Paulo - Brasil
342 textos (25382 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 22:32)
Rachel dos Santos Dias