Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEUS E A MOÇA

         




                           
Ela pensava, falava,gritava,
eu escutava.
Em Deus não acreditava
eu só contestava.

Falava da vida sofrida,
das pessoas todas fingidas.
Que Deus era fantasia,
eu não consentia,
com o que ela dizia,
então ela ria...

Prova pedia,
se Deus existisse,
queria vê-lo,
pois se não o visse,
ou mesmo sentisse,
NELE, não cria.

Porém eu lhe dizia que ELE existia.

Continuava falando, dizendo,
se  Deus existisse seria horrendo.
Por que o mundo estava sofrendo?
E eu respondia:

- Não te compreendo.

Ela falava, pensava,queria,
se existisse por que não o via ?
Eu lhe dizia que para vê-lo teria
de acreditar que ELE existia.

Como acreditar em pura fantasia?

Ela fazia de Deus zombaria,
porém eu via que ela sofria.
Não acreditava porque não queria,
não acreditava mas medo sentia.

Falava, gritava, zombava enfim
zombava de Deus  e ria de mim.
Se Deus existisse seria bem ruim,
eu lhe dizia, que não era assim.
 
Ela falava de seus sofrimentos,
culpava a Deus de todos tormentos,
Pois  para ela, Deus era birrento,
e eu lhe dizia:

-Esqueça os tormentos.
Não culpe Deus por seus sofrimentos.
Ore e peça alento,
ELE não negará,
está sempre atento.


  VEM-28/01/1969

Vanderleis Maia
Enviado por Vanderleis Maia em 06/11/2007
Reeditado em 09/04/2009
Código do texto: T725369
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vanderleis Maia
Imperatriz - Maranhão - Brasil
1412 textos (112344 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 05:20)
Vanderleis Maia