Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ERA UMA CRIANÇA

ERA UMA CRIANÇA

ERA AINDA UMA CRIANÇA
EM MINHA FACE AINDA
O BRILHO DA INOCÊNCIA
AINDA NÃO HAVIA DESEJO
NEM RAIVA, NEM AMOR
E NADA BUSCAVA.

APENAS SONHAVA SER GENTE
UM HERÓI QUE ANDASSE SOZINHO
UM PÁSSARO QUE VOASSE ALTO
E FOSSE ALÉM DO HORIZONTE,
SEM MEDO DE ERRAR O CAMINHO
PENSAVA EM FAZER O DESTINO
E CONQUISTAR O MUNDO.

MAS ENCONTREI UM ROSTO SERENO...
UM LINDO PAR DE OLHOS
CONHECI O TEU MUNDO, MORENO;
MERGULHEI EM TEU ÍNTIMO,
SEM MEDO, SEM PUDOR

UM VIAJANTE PEQUENO,
DESAFIANTE DO CÉU E INFERNO
SUBESTIMANDO CONSELHOS
O BOM SENSO MATERNO
ERAS TUDO PRA MIM

QUEIMEI MINHAS FORÇAS
NESSE AMOR INSANO
ONDE VIM A SER HOMEM
CONHECER PRAZERES
QUE NÃO ERAM ETERNOS.

NÃO TEMI TEMPESTADES
NEM MESMO O INFERNO
TUA VOZ TUDO AMORTECIA
E CURAVA FERIDAS

MAS QUANDO ME VI SÓ
COMO UM CÃO PERDIDO
NÃO SABIA VOLTAR
PARA O VELHO ABRIGO,

ENTÃO DESCOBRI QUE;
ANTES DE SAIR É PRECISO
CONHECER O CAMINHO,
PARA SABER VOLTAR.


Gabriel de Oliveira
Enviado por Gabriel de Oliveira em 09/11/2007
Reeditado em 07/12/2010
Código do texto: T729676
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gabriel de Oliveira
Barueri - São Paulo - Brasil, 51 anos
67 textos (2137 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 16:18)
Gabriel de Oliveira