Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O juiz

Trave a luta árdua que lhe faz valorizado
Não ligue quantas montanhas ainda há no seu caminhado
Apenas vá em frente agradecendo por cada vitória
Ou morra honrado, sabendo que seu melhor é o triunfo de sua glória

Não vire as costas pra ninguém, não dê chance pro azar
Se empenhe por bons alvos, é o começo pra chegar
Que um dia você será bem melhor do que imagina
Estará com a mente leve, sendo herói ou heroína

E eu to aqui fazendo versos, aconselhando a alguém
Sendo que eu não tomo a zelo o que escrevo pro seu bem
Sendo que sou tão errado, viro as costas para tudo
Lhe gritando o que é real, mas pra mim sou um surdo mudo

E a vida é assim, mas é a minha... a minha
A sua pode ser diferente, eleve sempre sua auto-estima
Que eu tento hoje mudar o que posso mas vem de dentro a podridão
E não consigo ser legal por mais de meia porção

Aqui estou, fazendo versos, rimando as dores
Tentando criar agradáveis odores
Pra toda podridão que é esse cenário
Sempre presente, mesmo que nunca no horário


Darlan Santana
Enviado por Darlan Santana em 30/11/2007
Código do texto: T759158
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Darlan Santana
Aracaju - Sergipe - Brasil, 32 anos
139 textos (6332 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 15:40)
Darlan Santana