Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"SERENATA"

Quantas serenatas...
à luz da lua cantei,
quantos acordes toquei,
quantas frases de amor
e sonhos despedaçados,
pelo seu sono embalado
meu amor te dediquei;
E quanta tristeza...
quando não abria a janela,
eu ali debaixo dela
qunto pranto derramei;
Os meus amigos,
me servia de consolo
quando eu caia em choro,
quando um poema eu declamava,
as vezes eu te acordava
uma flor á ti eu jogava,
a lua linda no céu
mas as vezes me traía,
quando nas nuvens se escondia,
por um capricho fugia
e na penumbla eu ficava;
Mas seguia a serenata
até que tu acordava!
Eu na esperança,
que a lua surgisse amarela!
As vezes tu me beijavas;
Outras fechava a janela!
Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 23/12/2005
Reeditado em 10/07/2006
Código do texto: T89934
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Antonio Hugo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
3870 textos (257213 leituras)
185 áudios (36330 audições)
9 e-livros (7402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:47)
Antonio Hugo

Site do Escritor