Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Acasalando robots

Acasalando robots

Estes secos lábios machucam
Tanto quanto nosso frio abraço
Se todo seu corpo está duro
Por onde sinto seu “amasso”?

Evoluímos em todas as tarefas
Surpreendemos a todo momento
Em nosso peito pulsa um chip
Incapaz de gerar sentimento.

Mas a raça humana hoje esquece
Que a vida é o bem de maior valor
Que nem a mais poderosa máquina
Poderá fabricar com puta dor!
Haroldo
Enviado por Haroldo em 07/02/2006
Código do texto: T109128
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Haroldo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 71 anos
678 textos (24810 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:38)
Haroldo