Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

JUÇARA.

Juçara,  sonolento eis o mundo,
Eu sonhei dentro da mata,
Uma imagem de ti,
Vestias a saia de Índia tupy,
Tinhas um nome:
- Juçara, filha de Itambé.

Não é o Mundo sonolento,
Sonolento era Eu;
Sonhei um sonho lindo.
De ti, Juçara.
Tinhas um nome:
- Juçara, da tribo Potiguara.

Não é meu mundo
E não é mim,
Somos sonolentos;
Juçara, a mata está enfeitada,
Meu sonho está também
Imagem está viva.

Vi as doze guerreiras virgens,
Uma delas era ti,
Tinha um nome:
- Juçara, de nobre origem tupi.


Não é mata enfeitada,
Que eu sonhei cantos cantados
Por as virgens cantoras
Que cantam tão leves,
O canto só ouvir de uma voz,
Tinhas um nome:
- Juçara, meu o sonho Tupi.

( D’Eu )

Sidnei Levy
Enviado por Sidnei Levy em 18/04/2005
Código do texto: T11868
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sidnei Levy
Campinas - São Paulo - Brasil, 71 anos
298 textos (20822 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:24)
Sidnei Levy