Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O LENTO DA COLINA

Estava lá ao vento, sento e deixo o tempo passar
Organismo de meu corpo me fazem suspirar
Sento e deixo o tempo passar.

Já caem as pedras do alto, vejo o caminho
Totalmente livre, não tenho como errar
Sento e deixo o tempo passar.

O meu caminho me persegue, eu que preciso ir a ele
Tento desviar mais é o caminho que quero pegar
Sento e deixo o tempo passar.
 
Organismo fraqueja, o sol escalda, o tempo anda
Esta me esperando com todos os meus pertences
Sinto que não vou chegar.

Gela a alma de alegria, gela a alma de fúria
O inimigo tentar desviar-me, o torna distante e só
Sinto que não vou chegar.

Eu destruí o caminho, talvez por um tempo
Para que ele possa se reestruturar, talvez não vá voltar
Sinto que preciso mudar.
Rafael Jank
Enviado por Rafael Jank em 10/04/2006
Código do texto: T137050

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rafael Jank
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 31 anos
328 textos (10273 leituras)
3 áudios (83 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 17:41)
Rafael Jank