Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESPERDÍCIO


Não sei se tenho currículo....
minha poesia é um desperdício.
Não sei a quantos agrada
ou se a tantos ela encara.
Parece mais ser o fruto
dos meus anos de esperança
transformados pelo tempo
em total desesperança.
Jogada sob os meus pés,
ao peso do meu furor
vingança lhe imponho ao invés.
Quando embriagado estou
ponho-lhe a culpa de tudo,
que a minha vida amargou..
de viver neste país
cada vez mais sonhador
olhando para o futuro
surreal especulador,
em que a poupança é o ar puro,
o estelionato, o pudor;
a incompetência, o senhor,
a impunidade o grandor!.
A voz do aproveitador
não dá vez ao lutador;
o magnata do povo
é sem dúvida o sedutor;
vivendo às custas dos ais
do popular sofredor
que deságuam nos anais
do pranto da minha dor.
Zecar
Enviado por Zecar em 02/05/2005
Código do texto: T14321
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zecar
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
249 textos (20146 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:26)
Zecar