Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Voar


Por que do alto de minha insignificância... um dia, sem razão, descobri que não poderia voar.
Não teria asas.
Não teria penas.
Não seria leve o suficiente.

Mas do alto de meus delírios, voei.
Em pensamento.
Em lagrimas.
Em gotas de chuva.
Em sonhos.

E atingi o inatingível.
Descrevi o indescritível.
Voei.
Substitui o insubstituível.
Encontrei o inevitável,
Venci o invencível...
E sobrevoei o inalcançável.

Foi uma nota musical.
Um sopro divino.
Um devaneio.
Uma dor.
Um gesto.
Um sonho...
...Voar...
...Incontrolável.
Brum
Enviado por Brum em 25/04/2006
Código do texto: T145172
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Brum
Palhoça - Santa Catarina - Brasil, 34 anos
16 textos (771 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:02)
Brum