Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Premonição...

Vento... O que trazes no soprar que vogas,
Se aromas rosa, mesclando mirras e anais?
Sinto húmus aspirando, no rugir das vogais,
Nas rocas que teço roucos grãos retiram ais...

Vento... Seu dizer não entende... Não sinto
E me torno aprendiz, ao ouvi-lo bramindo!
Na poeira que envolve o solfejo que pinto,
Fiando os rumos, seguindo a vida tingindo...

Vento... Zune o passar rajada, abençoada,
Beleza fragmentada da efêmera mocidade
Que desfazem os lúdicos na brisa ateada
No eriçar dos pelos, exprimindo verdade...

Vento... Queres que veja o bago maduro?
A rolar na poeira a encontrar outro solo
A germinar no cume. Lobrigando louro
A flor sem perfume, á murchar por consolo...

Vento... Tramo versos nas linhas que bordo
Torpedo espectro na aragem, a surda visão!
Permeio sentido a tatear a ilusão, e discordo,
Arrepio senso, que vem a mim dizendo alusão...

“A Poetisa dos Ventos”
Deth Haak
14/5/2006

Deth Haak
Enviado por Deth Haak em 14/05/2006
Código do texto: T156118
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Deth Haak
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 57 anos
547 textos (65339 leituras)
50 áudios (9714 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 21:58)
Deth Haak