Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOMBRA DE SOMBRAS





Dissonante sombra que vagas,
Adentro outras vagas sombras,
E te multiplicas de pretos, sombreando
Nas paredes, que em sobressaltos
De sombras, se propagam,
Do chão às ausências,
Vem buscar o negro do silêncio,
Que sombreia meus olhos,
Porque a sombras só pertenço,
E eu , que só de sombras vagas me venço,
Adentro outras vagas sombras,
Que sempre esqueço,
Quero ir contigo, ó sombra,
Em múltiplos pretos,
Nas paredes que vagam,
Em vagas dissonantes,
Adentro outras sombras errantes,
Que do chão às ausências,
Em múltiplas vagas de sombras,
Se propagam.


Jorge Humberto
(28/08/2003)
Jorge Humberto
Enviado por Jorge Humberto em 06/06/2006
Código do texto: T170455
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Humberto
Portugal, 50 anos
2622 textos (66676 leituras)
22 áudios (937 audições)
13 e-livros (541 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:28)
Jorge Humberto