Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estranho silencio

Estranho silencio

Escrevo
Esse estranho silencio.

Em voz alta
Minha língua cava meu pensamento
Buscando abismos diferentes

Em meus olhos
Há excesso de nuvens
Supostamente cinzas

Concorrendo
Com um outro mundo

Querendo algo alem do azul
Na agonia das figuras.
               *
Através do branco infinito
Um caramujo carrega uma cruz
E ele a fixa
Num ponto perpetuo
Quase transparente.

Não tardia
Vem a primeira romaria

Cães famintos
Aos gritos disputando uma cadela no cio.
                *
Mas, tinha alguém no telhado!
Embriagado de tequila.

E sua boca espumava
Isopores de alegria

E seus olhos expressavam
Uma lua encharcada de harmonia...

ULISSES de ABREU
Enviado por ULISSES de ABREU em 10/06/2006
Código do texto: T172639

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite nome do autor e endereço para o site). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ULISSES de ABREU
Viçosa - Minas Gerais - Brasil
608 textos (207332 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 18:26)
ULISSES de ABREU