Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A "VERDADE" alimento da alma
 
Os fins justificam os meios
Comum esta afirmativa
Mas nem sempre acertada
Mesmo sendo ela ativa
Isto é fruto da desculpa
Alguém pra tirar a culpa
Usa esta prerrogativa

Alguém pode até pensar
Tendo este entendimento
Que fim objetivado
Tem este discernimento
Mas estar justificado
Que um erro camuflado
Muda só o julgamento

Quando um crime se comete
Contrata um advogado
Para defender um erro
Contraria um fim visado
É ato contraditório
Em um sistema irrisório
Com meios justificados

A profissão do direito
Deve bem observar
Toda a situação
Seu conteúdo analisar
Sua função é justiça
Deixe de lado a cobiça
Pra justiça não falhar

Deve o homem despertar
Ter ego na consciência
Buscando a realidade
Trabalhar com competência
Usar uma intenção nobre
Julgar o rico e o pobre
Sendo justo com decência

O ser humano deseja
Amar e ser respeitado
Ter direito garantido
E ser reverenciado
Mas acaba sendo vítima
Conservando uma política
De meios utilizados

Num mundo civilizado
Reverencie seu irmão
Fins não justificam meios
Em toda interrogação
Vamos ser, mas coerente
Justiça corretamente
Faz crescer uma nação

Vamos ser objetivos
Para combater o mal
Usando a inteligência
Não por meios crucial
Mas para a felicidade
Chegue aos fins sem maldade
Progresso “intelectomoral”


www.aniziosantos.recantodasletras.com.br
Memórias sa Saudade-Ds.
//Anízio, 11/06/2006

 

Azsantos
Enviado por Azsantos em 11/06/2006
Reeditado em 14/04/2012
Código do texto: T173509
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Azsantos
Campina Grande - Paraíba - Brasil
652 textos (61157 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 16:30)
Azsantos