Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema forçado

POEMA FORÇADO


Sinto uma grande dor que me consuma
Que no ato de minha volúpia deslumbra
Me levando a decadência e Penumbra
Já tentei com que essa dor de mim suma

Mas a humanidade não se cansa de
Tentar me manipular
Tentam segurar as rédeas que em mim não há
Mas levanta-te a cabeça repugnante ser
Por que queres contra mim se erguer?

Tentam acabar com minha vida
Esquecem que eu não a tenho
Minha vida é feita de pesadelo

Para se tornar morte só falta o enterro
Dessa carne morfética que há aqui dentro
E do meu hipocondríaco pensamento
Ton Dourado
Enviado por Ton Dourado em 15/06/2006
Código do texto: T176104
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ton Dourado
Samambaia - Distrito Federal - Brasil
80 textos (2628 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:29)
Ton Dourado