Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Otempo do homem do tempo

O tempo é um constante passar,
Nunca pára para me cumprimentar.
Eu, solitário, encostado na porta de um bar,
Esperando lancinantemente o tempo passar...

Quem pode mais: o homem ou tempo?
O tempo por si é infinito
O homem pelo tempo é finito.

Eclesiasticamente falando, há tempo para tudo,
Mas, ao mesmo tempo, o tempo é tudo:
Onisciente, controla tudo porque está em tudo.

Quem pode mais: o homem ou o tempo?
O tempo é escravo de si próprio;
O homem é escravo do tempo e de seu tempo.
O tempo é a sua própria causa.
O tempo é o abstrato fatal do homem!
Dante Sulliver
Enviado por Dante Sulliver em 16/06/2006
Código do texto: T176712
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dante Sulliver
Gavião Peixoto - São Paulo - Brasil, 39 anos
20 textos (1168 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:03)
Dante Sulliver