Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESTINO

Abriram as portas do universo,
Abriram as escotílhas do outro mundo,
Abriram o mundo para eternidade,
Abriram meu coração avontade,

Paradas em outros solos.
Disputas entre seres supremos.
Guerras do bem e do mal.
Apontaram a faca para meu coração traíra.

Mútuos e distintos olhos...
Corações e vidas...
Força de vontade... Amor!
Como explicar?

Sei que estou errado,
afundado, mal falado.
Por que saber o erro?
Não sei como parar.

Estou tentando, porém estão emperradas.
Queria lutar contra...
Ser fiel
perdão!

Rio de Janeiro, 13 de junho de 2006.
 
Augusto Borges
Enviado por Augusto Borges em 19/06/2006
Reeditado em 29/06/2016
Código do texto: T178662
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Augusto Borges
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 32 anos
74 textos (1050 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 18:59)
Augusto Borges