Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O CISNE E A ÁGUIA

Sou um cisne negro
que quebra a porta  e arrebenta a cara
Que rompe águas  que não são tão claras
Que se esconde   em sua forma rara
E não se reconhece  nem se envaidece
Com as suas asas,  que de tão longas
Lhe impedem o vôo  e lhe pesa o vento
E espera em vão, ao tempo
Um outro tempo pra voar

Sou um cisne negro
que faz a mistura de  todas as cores
que pula o muro e se permite  outros pratos
outros sabores, e depois volta
Com  as asas prontas, aparadas
Com as  garras preparadas
Mas, querendo se aninhar

Sou a mistura de tudo
Sou o puro absurdo
O caminho inverso, o contrário
Branco não quero mais
Branco é ausência, é falta
Fragilidade imediata
Pra não  ter que se sujar
Sou a mistura das flores
Essência de meus amores
Numa noite de luar

Sou o negro cisne negro
Que nasceu para voar
Pra se jogar contra as pedras
Ou tranqüilo se aquietar
No negro de todas as cores
Nas cores de todas as dores
Nas  dores  que  queima  em meu peito
Na  guerra,  no sossego de meu  leito
E  ficar  assim,  calada
Contando cada  batida
Do  coração, dolorida
E buscar  no dia  seguinte, na vida
Outro ponto de partida
Outro lugar pra pousar

Sou  como  a  águia
Que arranca  as  unhas
E  quebra o bico
Que se esconde lá no alto
No  penhasco, e se lança  ao sacrifício
E depois então  parte num vôo  solo
Silenciosa, pedindo colo
Exibindo sua  coragem,
suas unhas novas, seu bico,
sua nova plumagem
sua  vida  que  agora  leve, paira  livre
e retorna a sua casa, ao seu espaço
outra vez  pronta
pra seu vôo  recomeçar.
angela soeiro
Enviado por angela soeiro em 26/06/2006
Reeditado em 14/02/2016
Código do texto: T182706
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
angela soeiro
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
88 textos (3359 leituras)
1 e-livros (36 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:59)
angela soeiro