Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONHO DE VIVER


     A água tão clara de um rio
     desliza fria, fagueira e gostosa;
     pedrinhas batem nas outras,
     multicores, graciosas e meigas;
     uma natural alegria.
     E eu nela lavo minhas mãos,
     sorvo o frescor da manhã;
     me deito na relva e respiro com o sol sobre mim.

     Bem longe, de onde eu não sei,
     um vento bom balança a flôr, que delira;
     e há tanto canto entre as folhas,
     estranho é o dialeto da paz;
     paz simples da harmonia.
     E eu pego a terra em minhas mãos,
     beijo o aconchego do chão;
     e rolo, me sento e sorrio até me cansar.

     Lá todo humano é comum,
     nos lares, labores e laços há o amor;
     há menos rancor e mais perdão,
     todos caminham no mesmo passo;
     é irrisória a mentira.
     E eu sou cabra cega feliz,
     à noite, em meio à gurizada;
     estrela cadente, não deixe o meu sonho acordar.
Tony Guedes
Enviado por Tony Guedes em 04/07/2006
Código do texto: T187361
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tony Guedes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 47 anos
71 textos (2511 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 15:13)