Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

*VIDAS INÚTEIS*

Vidas que se apagam
Na encruzilhada da noite
Perdem-se antes da ida
Sem caminho, sem retorno
Seu destino, numa praça
O leito uma esteira
Como destino seu teto
A chuva é o banheiro
O roupeiro, único exclusivo
Faz o corpo como esteio
Como banquete o piso
Sentado com muito esmero
Esta imagem descrita
Dos muitos em nosso país
Vejo todos os dias
Na praça próxima a matriz
Da cidade onde moro
Tranqüilo vivendo ali
Sujo, barbado, temido
Sujeito a qualquer destino
Sem puder, sem ser punido
São os pobres desvalidos
Que a vida os destinou
Destino?...ou infortúnio
É mera especulação
Todo mal da humanidade
Tem por base a educação








Sonia Nogueira
Enviado por Sonia Nogueira em 12/07/2006
Reeditado em 17/02/2007
Código do texto: T192360

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Sonia Nogueira
Fortaleza - Ceará - Brasil
2327 textos (124262 leituras)
9 e-livros (530 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:24)
Sonia Nogueira

Site do Escritor