Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vazio

Meu braço de mar secou.
Exibindo ossos ressequidos
Do banco de areia branca
E conchas emaranhadas.

O vazio tomou conta da margem
E também do leito nu
Onde agora se deita o céu,
Onde restou do mar o azul.

A vida se esvaiu em silêncio,
Descendo margem a dentro,
Deixando lembranças de fora
Na vazante de mim.
Alex Dumal
Enviado por Alex Dumal em 15/07/2006
Reeditado em 12/09/2008
Código do texto: T194372

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alex Dumal
Guara I - Distrito Federal - Brasil, 38 anos
43 textos (1460 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:08)
Alex Dumal