Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
fracasso

abri o media player de músicas de meu computador do modo mais errado possível
então vi q eu ainda existia pra você meu amor
as lanças do fogo ardente de nossa paixão não se abrem tanto quanto deveriam se abrir

teu coração é eu,. Mas você sequer sabe que isso é possível, meu anjo loiro...
sou tudo de bom
sou tudo de mais maléfico que jamais você pode conhecer
sou aquele rejeitado nas piores baladas
sou aquele que ninguém quis para sua vida
sou aquele que escuta escuta mas não da atenção
sou aquele jovem fraco
taciturno
que pensa que pode mas não pode

eu tenho o poder dar trevas nas minhas mãos
eu tenho o poder do céu em mim
eu tenho o poder do inferno em minha consciência
mas como você pode julgar o inferno e seus seguidores
se você nunca os viu, meu caro herói?

Tome sua pura água e que ela desça como fel em sua boca, jovem amador
VIVA
NESSA sua vidinha medonha
E continue voltando 11 e meia para casa
Tenha hora para voltar

Pegue sua melhor foto e estraçalhe ela de vez
Não mostre para ninguém
Não coloque em seu melhor web site
Veja você mesmo
E morra consigo mesmo essa imagem

Busque alguém que te faça feliz
Busque alguém que te diga
IRMAO
AUI ESTA TUA SALVACAO
E NÃO apenas pessoas
Com corpus semi-nus
E se achando as
Seja quem você é
Seja o deus
Seu o Maximo

Ora
Pois o universo não te deu o máximo de si?
As divinas colunas espaciais as torrentes eternas não te deram as tais deliberadas privacidades?
Ora pois
Não foi você u cara famoso?
Porque está agora no ostracismo?

Brother
Deus te chama
Irmão
Teu pai te chama
Filho
Tua me não te chama
Sua tia e avo não te chama
Ninguém
Sabe
Que
Você
Existe
Exceto
Eu
Seu
Alter-ego
E preciso de sua ruína para sobreviver
Me mate
E eu morrerei com você
E tudo na sua vida fracassará

Espero mesmo que nada nba sua vida dê certo
Que tudo o que você fez
Que tudo o que você quer não seja realizado
Nem q par isso
Eu
Nos
Eles
Você
Te levemos ao suicídio
Nobre guerreiro das trevas
Nobre cavaleiro do poder
Nobre pobre ser das trevas sem qualquer resquício d esperança
Que todos morram
Babacas
Trouxas
E demais palavrões
Vindos das potestades do mal
O inferno lhes vem
Rônaldy lemos
E você sabe
És um perturbado
E merece a morte
Como a melhor de suas recompensas

Eu
Seu alter-ego
Lhes digo
Que não passará 7 anos
Em que reivindicaremos sua tão esperada morte
Poeta desgraçado do infinito
Amem
Ame
Anmem 


Nesse poema, fiz questão d deixar aqui para os leitores a palavra “Amem” escrita na grafia original do momento inoportuno (ou não), em que embriagado fortemente, vi em frente ao computador e escrevi esse poema.
Notar que essas palavras por mais absurdas que pareçam bem como a mensagem que o poema contém, eram sons meios que aterrorizantes que vinham me minha mente quase que instantaneamente, os quais de prontidão tomei cabo de transcrevê-los.
Impossível seria eu aqui deixá-los na grafia errada.
Podem muitos considerar isso uma bobagem magnífica, mas em estudos de magia aprendemos que o álcool nos trás energias nefastas e conseqüências serias, abrindo portas para espíritos adversos.
Tomo aqui a liberdade de levantar essa observação já que muitos de nos irmãos somos inclinados ás artes Mágickas em suas mais variadas formas...

Rônaldy Lemos
Enviado por Rônaldy Lemos em 23/07/2006
Reeditado em 23/07/2006
Código do texto: T200468
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rônaldy Lemos
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil, 34 anos
1173 textos (70529 leituras)
70 áudios (455 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:43)
Rônaldy Lemos