Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tenho um dragão dentro, de rabo e tudo

Minha loucura é sincera
Mas ela é da boca pra dentro – ventre
Vento no deserto, tempestade interna.
Alma, coração, entranhas, coragem:
Bagagem desta viagem sem volta.
Doença que me assola aflige. Insolação.
Minha loucura é aquela:
Não mostra a cara, civilizada, calada até.
Escamoteia, mas arma furacão, explode.
Solta brasa, faz estrada, desmata sem dó.
Explode estrelas. Viaja na via Láctea
Tudo dentro, num momento, apocalipses instantâneos.
Tenho dentro um dragão com rabo e tudo
Solta fogo pela ventas. Arrebenta aldeias e aldeões.
E mais: Uma bruxa e seu caldeirão de magias,
Hermes Tresmegistos e toda a alquimia secreta,
Paracelso e todos os fósforos enxofre e estrelas
Enredo desta e da outra vida. Uma ferida acesa.
Coração acelerado que saco e atiro
Sangue pra todo lado e entranhas nas paredes.
Rede que me emaranha e de onde escapo todas as manhãs.
Célio Pires de Araujo
Enviado por Célio Pires de Araujo em 02/08/2006
Código do texto: T207372

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Célio Pires de Araujo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Célio Pires de Araujo
São Paulo - São Paulo - Brasil
1075 textos (32931 leituras)
2 e-livros (236 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:35)