Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FIM


ASSOMBRARIA A IMAGINAÇÃO
ACIONADA, DETONA COM JUSTA CAUSA?
TEMOR! (...) E NADA FICARA NO CIO
TERRA TERRAÇO INUTIL
CONCRETO VIL TRAÇADO NO ESPAÇO

ENTRE ABERTA APLUMA E ACARECIA
ASSEMELHA-SE A UMA ABELHA AO MEL
MELA A CARA ETERNA, SÓLIDA
ASSOLA UMA JANELA AO CÉU

BROTO QUE TREPA E AGARRA
COM CERTEZA, RAZADAS CINZAS
QUE SUFOCAM UMA MILITANCIA BANAL
COM CARACTERES LUNÁTICOS, TELÚRICOS
EM UM CEU QUASE ESCURO

DE UM CAMINHO A BEIRA DO SOL
VEJO UMA FLOR DE ISALA SEUS RAIOS
SINTO O PERFUME QUE BRILHA NO AR
COMO O SOM DO VENTO TANTO CHIA
ACALENTO SUA FACE MOLHADA DE MEL

CRISTALIZAM-SE GOTAS EM CACHOS
AMADURECE MANHÃ TOM DE CRISTAL
POEIRA COM AREIA ENTRELACE TOTAL
CANTOS DE AVES, TOM DE DOMAR VIL
ACASALAN-SE UM VERDE RELUZENTE
TODO AZUL CONCRETIZA O LUAR

QUANTAS NATUREZAS VOU ME LEMBRAR
ATÉ QUASE NUNCA, UM CHEIRO APAGAR
NESTA MENTE QUE NÃO LEMBRA DE MIM
ANGELO RONCALLY
Enviado por ANGELO RONCALLY em 04/08/2006
Reeditado em 15/08/2006
Código do texto: T208832
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ANGELO RONCALLY
Taguatinga - Distrito Federal - Brasil
44 textos (2285 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:21)