Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ventos Profundos

Ao som do tormento
Pergunto ao vento
Em que lugar estranho
Eu vim parar.

Ao grande desfiladeiro
Vejo uma gaivota voar
Também quero ser livre
E me deixar levar.

Pedras caem ao fundo
Veja como são leves
Sim, elas podem voar
Então eu também posso tentar.

Posso sentir o vento
E a gaivota por mim passar
Vejo o mar em mim chegar
Está na hora de acordar.
Rafael Jank
Enviado por Rafael Jank em 14/08/2006
Código do texto: T216256

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rafael Jank
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 31 anos
328 textos (10273 leituras)
3 áudios (83 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:16)
Rafael Jank