Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vambora agora! / Amor e emoção

Vambora agora!                       Amor e emoção
============ErdoBastos               =Charlyane Mirielle

Sexo sem nexo.                        Amor sem prazer.
Prelúdio, um amplexo...               Até pode ser...
Um verso perplexo!                    Um poema citado
E um beijo, em anexo?              ou um grito alterado?

Pra ti!                                Pra ti!
Que repetes a rima,                Que de longe me espanta
de baixo                           me ensina e me encanta
pra cima.
       
Que faz!                            Que deseja!
Que acontece!                       Que anoitece
Que é sempre capaz                Em meu sonho se faz
e que nunca aparece...            Mas nunca amanhece...

Meu sexo clama!                   Meu amor te chama!
Teu nexo chama.                 Teu mistério me inflama
Teu amplexo ama.                  Meu desejo engana
Anexo à cama?                   Perplexo em tua chama...

E repetes a rima?                  E repito a rima
Como ousas?                         Ouso até mais
Tudo ousas...                       Roubo tua vida
Tua sina...                       Pra viver tua paz.

Vem, me ama e me ensina;          Vou e te ensino
Me ajuda a encontrar              Te ajudo a estar...
a perfeita rima?                  Na mesma sintonia
No teu jeito de amar...           Do meu jeito de amar.

Sem ti, não tem jeito...          Sem você, não aceito...
A rima se espalha                 Fica frio e sem graça
e corta meu peito                    E neste conceito
feito fio de navalha!             Tudo vem, tudo passa.

Navalha na carne:                    Palavra na alma
Sangue.                                 Eternidade!
Coração não é carne?                    Encosta sim,
Exangue?                             Seu coração em mim.

Rima repetida...                  Tomo tua vida
Ousadia incontida!                   Atrevida
Liberdade escolhida.              Liberdade inventada
Preferida.                           Escolhida

Tem regra?                        Mostro-te as Leis
Tô fora!                          E dito as normas
Vem, me pega...                     Te entrega!
Tô livre agora...                    Pois sei.
                                     Me adoras!
Vem, vambora!!
Põe a mala no carro,              Espere um pouco
põe o sonho na mão!               Tenho ainda a falar
Vambora agora!                    Sobre estas rimas
                                  E os ventos do mar...
A rima corre.
Alcança a gente                   Então me espere
e nos socorre                     Temos tempo, eu sei...
ali, mais na frente...            Tua vida é minha
                                  Já guardei, já amei.
Vambora agora!
De bocas abertas                  Façamos um trato
de línguas pra fora                "coisa de amigo"
Rolling Stones, poetas!           Te beijo na boca
                                  E te levo comigo!
Põe rock a tocar,
eu abaixo a capota                Do rock se esqueça
vamos navegar!                     Eu canto pra ti!
Podemos gritar!                    Viramos o mundo,
Podemos cantar!                   Neste mesmo segundo,
Podemos nos amar!                  e voltamos aqui!

Esculhamba a métrica,             É agora, ou nunca!
renega a forma,                    Vou te enamorar
não seja eclética.               Sob a sombra da noite
Renega a norma!                   Sob os ventos do mar

Repete, se queres,                  Explico meu jeito
altera, se preferes...           Se entender, está aceito!

Faz o que queres.                      Sou tua dona
Te solta.                                Não fuja
Quero que esperes                      Sem despedida
minha volta...                          Sem partida
Não que eu vá,                        Apenas me espere
só em tese.                          Só mais um minuto
Loucura mimada,
frescura rimada.                    Homem sonhado
Mulher amada..                      Teu corpo amado
Querida e sonhada.                  Teu beijo sonhado

Vambora pra fora!                   Te pego e te levo
Pro mar...                            Pra onde quiser
Litoral da Sbórnia?                  Sou tua agora...
Que lindo lugar!                     Te levo pra Lua
Não sei onde fica...                E te amo sem medo
Que bússola indica?                  No meio da rua

Gostou, poeta?                       Vem, meu poeta!
Replica!                          Te entrega, depressa!
Duplica!                           Te conto um segredo
Não edita, não explica...         De todos os meus medos
Senão, perde a graça               Te amar deste jeito
depois que passa...                 É meu desespero.

Tem que ser agora!                  Fujamos, então!
Tem que ser na hora!                Seremos paixão.
Da boca pra fora                    Sem necessidade
ou a rima vai embora...             Nenhuma maldade
                                   Somente a verdade
Vambora agora!                        Eu e você

                                    Amor e Emoção!

====================================================
E o que é que o poeta diz disto?
          - Uau!
            Só isso...
Alguém tem mais a dizer? Seja dito...
===================================================
Épraissoapalavraapalvraépraissopraissoapalavraéisso
===================================================
ErdoBastos
Enviado por ErdoBastos em 08/09/2006
Reeditado em 10/09/2006
Código do texto: T235672

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ErdoBastos
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 61 anos
789 textos (36905 leituras)
2 áudios (124 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:04)
ErdoBastos