Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEU LUGAR



08.04.06



Sim, o inferno.
Eu nunca havia me sentido tão bem em nenhum outro lugar, depois que você se foi.
Se o inferno é de fogo, ou de gelo, não sei dizer, pois não sinto nada.
O fogo que me consome por sua ausência é maior do que qualquer outra temperatura,
E o frio que sinto em minha alma nada mais aquece.
Eu gostaria muito que houvesse mesmo um inferno de Dante,
Um inferno católico, ou de qualquer outra seita ou religião
para onde eu pudesse mesmo ir.
Mas a Suprema Origem é Amor, e como tal, não poderia conceber essa idéia.
Temos todos o livre-arbítrio, o dom de escolher o que desejamos
E transformar isso em realidade.
Eu desejei o amor total, a felicidade total que você me ofereceu
E não consigo me acostumar a não ter mais tudo isso.
Não, não existe o inferno de Dante.
Mas existem muitas dimensões diferentes, realidades outras,
E por que os seres humanos se julgam únicos no espaço e tempo?
Quando vão perceber enfim sua insignificância?
Isso não me interessa, cada qual sabe de si, e tem o que merece pelo que faz.
Estou agora em uma região obscura, morta e dolorosa,
Como o meu coração ficou com a sua ausência.
Estou agora vendo fora o que vejo quando olho para dentro de mim.
Acho que encontrei o meu lugar.


Lágrimas de sangue.


ANJO ZERO


Edilene Barroso
Enviado por Edilene Barroso em 01/10/2006
Código do texto: T253527

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Edilene Barroso
Campinas - São Paulo - Brasil, 53 anos
192 textos (21460 leituras)
12 áudios (4784 audições)
5 e-livros (337 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:04)
Edilene Barroso