Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fragmentos

Saudades me vejo,
buscando seu sonho.
Que desce  correndo
no  vento da alma.
Em linhas suaves
circuitos  urbanos,
no mistério de um  sonho.

Em ver lhe transparente
transformado em trovão de chuva caindo
Raiando no solo.
 
Voando  no espaço.



Ganhado o enredo e a imaginação.
No mistério do sonho,
arando a  lua,
em trilhas e fendas no espaço Sonhando,
com a terra vazia.
Que  chuva caía(...)



O sol ensaiava e a lua saía no amanhecer do cerrado.
Quão inocente acontecimento ali encontrado.
Pássaros caminhando e homens sonhando(...)

Na realidade,
enorme suspiro,
ganhando palavras.
Voando na terra ganhando estrada.
Fresca e sombria,
no mistério da terra.
Ganhando suspiro e voando na estrada.
No mistério de um sonho que é realidade.


Nos gelados outonos outrora saía.


Na verdade acontece,
um grande suspiro.
No mistério da terra,
O sol se enraivecia quando a chuva caía.



No riso tenso do povo
bradando a loucura,
a quem lhe fez bem.
No mistério da estrada.
Cavalgando em trilhas e gretas profundas.
Se rasgando na terra e gozando a alma.
Agora voando na terra suada.
Rompendo em suspiros, transados no vento.
O oceano tecia a primavera em silêncio,
no mistério do dia.



Saudades me vejo,
buscando seu sonho.
Que desce em meu peito,
Suado agora,
No circuito vazio
perdendo a razão.
Plangendo alegria.
No mistério do sol,
Ah vida(...)
Ha poesia.
Que te espera brilhando no espaço.
 
Saudades me vejo transando o silêncio,
Suada agora
como a terra me vejo.
No mistério do dia.

MARIA DE FÁTIMA BORGES MAGALHÃES
Enviado por MARIA DE FÁTIMA BORGES MAGALHÃES em 28/10/2006
Reeditado em 21/06/2009
Código do texto: T275958
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MARIA DE FÁTIMA BORGES MAGALHÃES
Belém - Pará - Brasil
106 textos (1880 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:48)
MARIA DE FÁTIMA BORGES MAGALHÃES