Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Na memória do personagem

Na memória do personagem

La no vazio estava a pintura,

num lugar oferecido pela vacância do silêncio,

Como a água sobre o rio.

Como uma flauta sobre dedos.

Olhando a pintura(.....)

Tu não verás nada.

Pois há um silêncio endereçado tramando com seus retratos na escuridão.

Ganhando corpos.

Vindos a ti(....)

Colocando em movimento a memória.

Estes retratos serão apenas documentos

numa postura análoga...

Como personagens....

vindos de outro mundo.

Surgindo entre o vazio e a pintura.

Seria mesmo necessário mudar a arte da visível poesia,

teríamos assim inúmeras referências,

um papel importante em todas as modalidades.

Distribuindo

a sombra,

a água,

a luz,

os olhos,

aparecendo nas figuras,

uma espécie de viagem.

assemelhando a ausência.

Abrindo o caminho

em sua direção

seguido pela sensação.

Uma espécie de viagem.

Transforma-se numa viagem...

Viagem(....)

Voando pelas ondas.

Abrindo o caminho em sua direção.

A sombra

A luz

A vida.

Seguido pela sensação.

Uma espécie de viagem.

Transforma-se numa viagem,

Viagem,

Voando pelas ondas.

Abrindo o caminho em sua direção.

A sombra,

A luz,

A vida.
MARIA DE FÁTIMA BORGES MAGALHÃES
Enviado por MARIA DE FÁTIMA BORGES MAGALHÃES em 29/10/2006
Código do texto: T276448
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MARIA DE FÁTIMA BORGES MAGALHÃES
Belém - Pará - Brasil
106 textos (1880 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 04:11)
MARIA DE FÁTIMA BORGES MAGALHÃES