Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um felicidade atrás da outra

A multidão é certa.
Não pense na carne.
Esta festa não é de breve.
De compartilhar sonhos.
É uma viagem este ritmo.
A massa que nos faz sair do chão... sai do chão.
Pra cima o gueto bate na palma da mão.
Clamando melhorias... não precisamos saber demasiado...
E impertinente por insistência nos basta senti a energia.
O toque é divino...
Adorar existências.
Apreciar a misturas de estrelas.
Arquibancadas de iludidos.
Em suas procuras diárias.
Seus momentâneos prazeres de extravasar...
Seja um “rebentão”, de boas novas pra transparecer.
Errar e acertar por aí.
Estamos na fita...
Brincar de fantasia.
Uma alma mambembe.
O azul é a cor da alegria.
Devemos olhar uns pelos outros.
Entendendo o alheio, não se meter a besta.
Sem temer no arrastão, Linda e o Mania...
Sentindo a liberta felicidade.
De pular desmedido de vergonhas.
Se mostrar verdadeiro, sem que cause dores pros demais.
Nem pregos insatisfeitos no meio do povão.
Pipoque o bem, folião...
Alcebíades Segundo
Enviado por Alcebíades Segundo em 05/11/2006
Código do texto: T282905

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Com respeito aprópria obra e propósitos utilizados para o conhecimento literário e a evolução da vida.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alcebíades Segundo
Guanambi - Bahia - Brasil, 38 anos
163 textos (9517 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:38)
Alcebíades Segundo