Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOCE ILUSÃO





Oh! Bendita sejas tu, doce ilusão!
Que a alimentar fortes almas estais
E que de mim não se afastes jamais
Tu trazes sonhos, que me dão emoção!

Oh! Bendita sejas tu, doce ilusão!
Quem te clamas, vive a sorrir feito louco
Não tem cobiça, contenta-se com pouco
E é capaz ceder até mesmo o coração!

Oh! Bendita sejas tu, doce ilusão!
Quando a Morte a minha face acariciar
Eu te peço: não me deixes só, ficar

Pois no último compasso do coração
Não será o meu verdadeiro fim, então
Mas sim, se eu deixar de sonhar!



Este trabalho está registrado na Biblioteca Nacional-RJ



carlos Carregoza
Enviado por carlos Carregoza em 07/11/2006
Código do texto: T284397
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
carlos Carregoza
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
102 textos (5968 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:20)
carlos Carregoza