Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um labirinto de máscaras e espelhos





Um labirinto de máscaras e espelhos




Fingindo o poeta dramático
Estima outras fases
Mas é a sua exposta no espelho.

Ele tenta apaziguar as dores
De um mundo derramado sobre seus ombros
Resistente permanente dos seus olhos.


Angustiado em vão tenta
Armazenar o tempo,
O poeta ainda não sabe
Tempo não é dinheiro
Não poder ser guardado.
 
O tempo é uma estrada
Não há como repassa-lo
Apenas como trilhar
Um novo passado
Das mesmas paisagens


Entorpecido pelos de sossegos
Finge o próprio mundo
Cortando em fatias
O sentir e o pensar


E o fingidor acorrentado às liberdades
Lança aos céus uma flor.
Compartilha com ninguém os confrontos
Constantes e sempre intermináveis
Entre as saudades e a força fraca da memória.



Talvez, essa travessia do
Estar – no – mundo
Ofusque os espelhos
Usados pelo poeta,
E assim este não ver obrigando
O fingimento ao poeta
Seja a realidade da própria existência.
   














Álvaro de Campos
Lisbon revisited (1926)

(...) fragmentos de um poema assustador um dos mais lindos lidos por meus olhos e nas formas e complexas figuras que esse poema derrama nas minhas idéias somando aos meus tortos raciocínios me perco na busca de mim.



Álvaro de Campos
Lisbon revisited (1926)



(...)
Outra vez te revejo,
   Sombra que passa através das sombras, e brilha
   Um momento a uma luz fúnebre desconhecida,
   E entra na noite como um rastro de barco se perde
   Na água que deixa de se ouvir...
   Outra vez te revejo,
   Mas, ai, a mim não me revejo!
   Partiu-se o espelho mágico em que me revia idêntico,
   E em cada fragmento fatídico vejo só um bocado de mim -
   Um bocado de ti e de mim!...
 
 
* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *
Jane Krist Coffee
Enviado por Jane Krist Coffee em 10/11/2006
Código do texto: T287515

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Jane Krist Coffee). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Jane Krist Coffee
São Paulo - São Paulo - Brasil
503 textos (67758 leituras)
1 e-livros (1205 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 07:58)
Jane Krist Coffee