Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Na respiração do beijo

CIDADE  INVISÍVEL

                          Meu amor anda solto
                                               E também provável
                      Tem sabor de cidade
                 (.....)Imerso
             (.....)Imenso
          Meu amor é criança num sonho imenso
         Feito de gestos e movimentos.
      Um  amor que brinca na  ladeira espiando
                     espantos
                            Estranhos pensamentos.
                             Farejando brisas.
                                   Transando beijos
                                       Outros seres
                                             além
                                                dos olhos do sol
              Franzindo a testa
rompendo caminhos
                Polindo a dor
                    Consagrando apenas por estar vivo.
                      Nossos erros serão motivos suficientes (...)
                         Nossos motivos são bastante para   toda
    lágrima sair faísca.
      Apenas estar vivo não é milagre,
        Mesmo que a metafísica duplique essa memória
           Outra pessoa
              E alguém que nos transe um beijo.
                 Que a química  alucina
                    põe direção
       vence
       molha
                  Acende as artérias num tráfego intenso
                       Numa voz rouca
                 lenta
                          Mirando a imagem
                              Deste querer consagrado.
                                  Numa cidade invisível  ser     pássaro
onde não há nenhum.
       Ser onde
            Onde não há ninguém.
               Assim o quebra cabeça celebra processando  pensamentos.
          Numa cidade imaginária  na gravitação onde não havia   ninguém
             Somente o volume do meu movimento
              Numa espessura invisível
              Onde não havia respiração.
              Uma cidade invisível.
MARIA DE FÁTIMA BORGES MAGALHÃES
Enviado por MARIA DE FÁTIMA BORGES MAGALHÃES em 10/11/2006
Reeditado em 03/05/2009
Código do texto: T287902
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
MARIA DE FÁTIMA BORGES MAGALHÃES
Belém - Pará - Brasil
106 textos (1880 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 16:56)
MARIA DE FÁTIMA BORGES MAGALHÃES