Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sai daqui.

Pois é, é assim que deve ser, nada mais eu posso,
É só aceitar, é só ver os dias que não quis,
Deixa que o destino responde as perguntas que eu não fiz,
Eu nem posso questionar, mas... Pra que me responder?
É a poesia, é só perceber, escutar, e no silêncio que mais ouço,
Eu preciso continuar, eu quis falar, sem adiantar,
Basta perceber, você sabe, e assim sem perceber eu sei também,
Mas isso é cruel, eu não procurei, eu encontrei, eu fiquei parado e você veio ao meu encontro,
Mas eu não pedi, me deixa em paz, mas ele só responde o que não perguntei, eu não quero, eu não perguntei,
É tudo tão feio, de olhos fechados eu vejo, me deixa dormir,
Minha cabeça dói, você me divide em pequenos pedaços, e depois remonta, mas sempre esquece um pedaço de mim,
Você me deixa em cada canto poético, me ensina o que é amor, e depois vai embora,
Sai daqui, eu não te perguntei, não quero saber, fecho meus olhos pra enxergar, me perco de mim, encontro você,
Eu vou sair, então sai de mim,
Deixa-me aqui, deixa-me em paz, eu não preciso ver,
Você me despedaça só pra me ver, depois remonta e esquece de mim,
Deixa-me por toda à parte e me faz partir, sai daqui,
Eu não consigo reagir, você me domina, sai daqui.


 
 
Leo Magno Mauricio
Enviado por Leo Magno Mauricio em 09/08/2005
Reeditado em 09/08/2005
Código do texto: T41544
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Leo Magno Mauricio
Guarulhos - São Paulo - Brasil
455 textos (14413 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:31)
Leo Magno Mauricio