Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não chore menina.

Quando a alma se desprende, o tempo retorna,
No exato momento... Uma outra vez, uma outra voz,
Uma loucura repetitiva, um eco...eco...e...co,
Quem é no teu espelho? E no meu?
Uma procura vazia, uma resposta evasiva,
Quando o corpo se desdobra, aos poucos nada existe,
Tentando continuar como se o fim fosse uma mentira,
Tentando continuar, uma outra vez, uma outra voz,
Com se soubesse o instante exato de toda exatidão,
Usando a segurança que o momento proporciona,
Segurança corrompida, esperança adulterada,
Um cubo com os seus seis lados perfeitos, lado...
Ouvindo a velha canção, execução, exclusão, solidão, desespero, violência, o paraíso,
Simetria, acordes perfeitos de um passado que retorna,
Fabuloso Carma, arrastando tempo, as correntes,
Mas tem de merecer, sem calor, sem um colo,
Um seio vazio, mais uma vez,
Menina sozinha, não chore,
Faz frio quando ninguém te espera, eu sei,
Eu sempre te espero, então retorna pra mim,
A pratica traz a ilusão,
Menina por favor, não chore, você tem meu abraço,
Você tem o meu sorriso, meu amor,
Você tem um retorno seguro,
Mas quem me segura?
Eco...co... co... quem me segura... ura..ura...ra,
Eu... Eu...Eu,
Não chore menina, tuas lagrimas, tua ruína.






 
Leo Magno Mauricio
Enviado por Leo Magno Mauricio em 04/09/2005
Código do texto: T47461
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Leo Magno Mauricio
Guarulhos - São Paulo - Brasil
455 textos (14412 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 15:54)
Leo Magno Mauricio