Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As estrelas e o retrato



Perguntei olhando fixamente
Um retrato velho que a
Poeira não poupou.
Como vai a fulgência
Das estrelas de lá.
E na mofa de teus risos,
De repente a vida,
Um objeto direto
Já não ostentava a lépida
Da primavera, tão pouco,
O regato aturado
Em nossas manhãs,
Que delas nada resta
Em tua memória.
Agora vejo, te dou razão.
Do que valem meus
Risos fingidos,
Se teu mundo um
Palácio em festa não me cabe.
Do que vale saber quem
Está contigo no retrato.
Não vou disfarça não disfarce.
Ao me perguntar se sei,
Sim, então responderei,
Um certo alguém,
Que te faz bem.
Mas confesse que
No retrato, as estrelas, todas elas,
Fui eu que pintei.
Vá em frente me diga adeus
Sem citar minhas bagatelas,
E prometo não delinqüir
Seu mais novo plural,
Sem o pronome eu.
Jane Krist Coffee
Enviado por Jane Krist Coffee em 27/09/2005
Reeditado em 27/09/2009
Código do texto: T54320

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Jane Krist Coffee). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Jane Krist Coffee
São Paulo - São Paulo - Brasil
503 textos (67744 leituras)
1 e-livros (1205 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:13)
Jane Krist Coffee