Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

E molham, molham e molham.

E molham as telhas de zinco;
molham as telhas de barro;
molham o colchão do mendigo;
molham o teto dos carros.

E molham os formigueiros;
os fios da teia da aranha;
o cotovelo do camioneiro;
das lenhas apagam as chamas.

E molham gafanhotos, minhocas e jibóias;
ruas de pedra, cascalho e asfalto;
molham Zeta - Flex e clarabóias;
molham ametistas e basaltos.

E molham os fios de alta tensão;
molham os postes da rua;
as antenas de televisão;
e molham as pétalas nuas.


E molham o pé de acerola;
molham o ninho da coruja;
molham o pátio da escola;
os transeuntes e os guarda - chuvas.


E molham a cruz das igrejas;
os out door ’s de publicidade;
as latas de cerveja,
nos lixos da cidade.


E molham as grades de ferro;
as placas de cuidado com o cão;
molham os muros de concreto;
e as cercas de eletrificação


E molham os túmulos de mármore;
molham os trilhos do trem;
os cupins que secam as árvores;
e molham o coração de quem tem.


E molham o teto do sem - teto;
molham a terra do sem - terra;
molham as chaminés do castelo;
molham os tanques de guerra.


E molham,
       molham
            e molham!



Hermison Frazzon da Cunha
Enviado por Hermison Frazzon da Cunha em 30/09/2005
Código do texto: T55176
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Hermison Frazzon da Cunha www.recantodasletras.com.br/autores/mano). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hermison Frazzon da Cunha
São Leopoldo - Rio Grande do Sul - Brasil, 37 anos
103 textos (26996 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:31)
Hermison Frazzon da Cunha