Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A tábua

Eu, caminhando pela tábua
Escorregando em meu solado
Alisando a cara triste no chão duro
Esparramando meu silêncio neste contexto

O que não exige de nós um sentimento?
O que nos move, nos retém
Assegura que o portal é o limite
Depois dele só há medo...

Você vem, dissipa minhas ilusões
Encontrar seu caminho no meu caminho
Na minha tábua, onde não cai
Você destrói o vento, acerta o tempo

Eu, derrapando em meus passos
Conheço os limites, sempre mais um
Cada passo uma conquista sua
Cada deslize, o vento, que ora nos move, ora nos contém....


Mar de Oliveira Campos
Enviado por Mar de Oliveira Campos em 03/10/2005
Reeditado em 03/10/2005
Código do texto: T56113
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mar de Oliveira Campos
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
77 textos (5348 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:15)
Mar de Oliveira Campos