Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UNHA QUEIMADA

PASSARINHO TRISTE MIA,NADA,ESCREVE
FALA PRA MIM DE SEUS SUCRILHOS
LEMBRANDO AS ESTILINGADAS DE PEDRA DE MAMONA DE BOLITA
VEJO A GRAMA CRESCER
E NO CÉU NENHUM DISCO VOADOR,APENAS MORCEGOS INVISÍVEIS
SERÁ QUE A BOCA DO BOQUETE REZA?
MORRO DE MEDO DE MORRER
HOJE NÃO COMI AMENDOIM
NÃO COMI PASTEL
NEM SUCO DE TAMARINDO
ENVELHEÇO ENQUANTO DURMO
MEUS OLHOS BABANDO
MEUS ORGÃOS NUNCA VIRAM UM PÔR DO SOL
SIQUER A LUZ DO SOL
MEU VELÓRIO(E DO PASSARINHO)
SERÁ UMA SURUBA DE PENAS E SANGUE
TANTAS FACAS NA GAVETA E EU AQUI PARADO
COM MEDO DE SER FELIZ.
pedro carmo
Enviado por pedro carmo em 04/10/2005
Código do texto: T56504
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
pedro carmo
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 34 anos
172 textos (5174 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:49)
pedro carmo