Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desvairio



     DESVAIRIO
   
Sou dom quixote
Sou peter pan
Sou allan kardec
Sou joão paulo II
Eu sou o vento corro pelo mundo
Bebo das florestas,
Toda a  clorofíla
Brinco com contas coloridas
Que rolam sem sentido
Subestimando a ipocrísia
Desdentada e gorducha
Li o livro de Vera Lúcia Marinzek de Carvalho,
Violetas na janela, e gostei...
Quando cheguei na Bahia
Caetano entrou na minha cabeça
Sou fascinado por Khalil Gibran
Adoro Vinicius e Drumond
Sou um sonhar de estrêlas
Em céu de veludo negro
Sou o brilho do ouro
Na areia da praia refletindo o sol
Venho  do comêço, procuro  a verdade
Estou no computador, é o fim?
Não descobri a verdade
Descobri a guerra, feia e fedorenta
E a bôca da noite comendo graviola.
Sou doido por pinha madura no pé
Gosto de Coqueiro e sirì catado
Meto o pé na lama,
olhando as cochas grossas
da môça subindo o oiteiro
Sou cativo, sou  liberdade
Sou palavra facil
sou carpinteiro e rezo missa
Me apaixono e como giló  verde
Vivo a vida e adoro o mar
Corro no deserto e vôo no céu
bebo agua de tubarão
Prego  chicletes na cadeira e sorrio
tomo umbuzada de Sirina e
Espero pelo tempo,
não sei... até o tempo chegar...
BARRET
Enviado por BARRET em 26/08/2007
Reeditado em 11/01/2008
Código do texto: T624686
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BARRET
Salvador - Bahia - Brasil
778 textos (71518 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 19:25)
BARRET